7 mitos animais que todos pensam serem verdadeiros

Muitos animais são capazes de feitos incríveis. De baleias mergulhando quase 10.000 pés a pequenos colibris voando sem parar por 2.100 quilômetros, não faltam contos impressionantes. Às vezes, entretanto, esses feitos são exagerados ou simplesmente não são verdadeiros.


Aqui estão alguns dos mitos animais mais populares.

MITO NO. 1: Pássaros abandonarão filhotes caídos tocados por humanos

Os pássaros têm mau olfato (os abutres são uma exceção). No entanto, persiste o mito de que, se você devolver um filhote de pássaro caído ao ninho, os pais o rejeitarão por causa do seu cheiro. Na verdade, os pais dos pássaros não reconhecem seus filhotes pelo cheiro. Então, se você encontrar um filhote de passarinho no chão, com poucas ou nenhuma pena, você pode substituí-lo no ninho (se for seguro fazer isso) ou você pode chamar um reabilitador de vida selvagem licenciado.

Mas se o filhote já tem a maior parte das penas, é melhor simplesmente deixá-lo sozinho, pois os pais continuarão a alimentá-lo e cuidar dele.


MITO NO. 2: Rhinos extinguem incêndios

Acreditava-se que o rinoceronte era atraído por fogueiras e corria para apagar e “devorar” o fogo. Exploradores europeus trouxeram esses mitos da Ásia sem nenhuma evidência científica para apoiá-los.


Com o tempo, o público confundiu seus continentes e espécies de rinoceronte (há cinco espécies na Ásia e na África), e os supostos rinocerontes asiáticos comedores de fogo acabaram se tornando os rinocerontes africanos pisoteadores de fogo retratados em filmes e na TV.

MITO NO. 3: Tubarões podem detectar uma gota de sangue a quilômetros de distância


Ao contrário dos pássaros, os tubarões têm um excelente olfato. As narinas dos tubarões são revestidas por células especializadas que podem detectar pequenas quantidades de certas substâncias. Segundo o mito, os 'narizes' de alguns tubarões são tão aguçados que podem detectar uma gota de sangue a quilômetros de distância ou uma gota no equivalente a uma piscina olímpica. (Isso é como uma pitada de sal em 2.000 libras de batata frita.) Mas não tão rápido, dizem os biólogos marinhos.

De acordo com a pesquisa mais recente, o super farejador de um tubarão é limitado a mais algumas centenas de metros (mais como encontrar uma queda em uma piscina de quintal). Embora isso ainda seja notável, não é tão assustador quanto nos filmes!

MITO NO. 4: Avestruzes enfiam a cabeça na areia

Com quase 3 metros de altura e pesando cerca de 120 kg, o avestruz é o maior pássaro do mundo. Segundo o mito, uma avestruz assustada enterrará a cabeça na areia para se tornar “invisível” para os predadores. Se isso soa como uma forma 'com cérebro de pássaro' de escapar do perigo, você está certo!


O avestruz é um dos animais terrestres mais rápidos (correndo a até 69 km / h) e em longas distâncias pode ultrapassar chitas, leões e hienas. No entanto, quando ameaçado, às vezes cairá no chão e se fingirá de morto. Quando esse comportamento é visto à distância, a cabeça do avestruz pode não ser visível, dando a falsa impressão de que sua cabeça está enterrada. Dê um pouco de crédito ao pássaro!

MITO NO. 5: As girafas dormem apenas 30 minutos por dia

As girafas, os animais mais altos do mundo, não são diferentes de muitas crianças que se recusam a ir para a cama na hora certa. De acordo com vários mitos, as girafas nunca dormem ou dormem apenas meia hora por dia. Por que eles escolheriam não adiar'https: //scoutlife.org/wp-content/uploads/2018/09/bat.jpg 'alt =' '/>

Embora seu estilo de voo peculiar possa ser a origem desse mito, a verdade é que todos os morcegos podem ver. A maioria dos morcegos não vê as cores tão bem quanto os outros mamíferos, mas eles têm uma visão noturna incrível, além de ouvidos ultrassensíveis e ecolocalização (sonar biológico). Esses super poderes os ajudam a encontrar comida e evitar colisões. (Ao contrário de outro mito, ficar emaranhado no cabelo de uma mulher não é um problema.)

Alguns morcegos comedores de insetos usam uma combinação de visão e ecolocalização para caçar, orientar e navegar, e alguns morcegos comedores de néctar podem até ver luz ultravioleta. Esses são comprimentos de onda que os humanos não podem ver, permitindo que os morcegos avistem flores saborosas (que ajudam a polinizar) que florescem à noite. Os maiores morcegos, chamados de raposas voadoras, não precisam ecolocalizar, pois têm boa visão diurna e colorida, além de um olfato apurado para encontrar frutas.

MITO NO. 7: Camelos armazenam água em suas corcovas

Em casa nos desertos do Oriente Médio e Nordeste da África, o camelo árabe está bem adaptado ao calor extremo. Pode passar meses sem beber água no inverno e até cinco dias no verão. Como isso faz? Segundo o mito, as corcovas dos camelos funcionam como reservatórios de água.

Na realidade, porém, essas lombadas estão cheias de gordura - no valor de até 36 quilos - da qual os camelos vivem quando a comida e a água são escassas. Também ajuda que os corpos dos camelos sejam construídos para conservar água.